fbpx

Uma negociação internacional não se resume a uma mera operação de compra e venda.

Além do conhecimento em comércio exterior existem outros aspectos que devem ser levados em consideração para que se obtenha êxito. Vamos descobrir quais são eles!

 

A cultura na negociação internacional

Fatores culturais podem ser uma barreira no comércio exterior, um erro de interpretação pode colocar fim em uma parceria promissora.

Quando falamos de cultura devemos considerar diversos aspectos, o primeiro obstáculo é o do idioma.

Em uma negociação internacional, além de entender o outro e se fazer entender é preciso ser cauteloso com aspectos subjetivos como a entonação da fala e o comportamento.

Para ter sucesso nas negociações de comércio exterior é interessante fazer um estudo dos hábitos, comportamentos, costumes e principalmente entender como se deram negociações que já aconteceram anteriormente.

Em alguns casos é interessante contar com uma assessoria especializada que já tenha experiência com o país alvo para descartar os problemas oriundos das diferenças culturais entre nações.

 

Elaboração da negociação internacional

Faz parte da negociação internacional o planejamento para que os processos aconteçam de forma assertiva.

Para que uma importação obtenha sucesso é importante elaborar estratégias que garantam a rentabilidade do negócio.

Por isso, considere alguns fatores como:

  • Negociação da taxa cambial
  • Despesas com mão de obra e fornecedores
  • Viabilização do processo logístico
  • Tempo entre a negociação e fechamento do negócio

 

Saiba quem é o seu fornecedor

Além de todas as dificuldades rotineiras dentro de uma negociação internacional, devemos tomar cuidado com o fator mais importante: quem é o fornecedor?

Comprar de um fornecedor idôneo ou não pode definir o sucesso do seu negócio..

E aqui não estamos falando somente da qualidade dos produtos, mas também da capacidade de honrar os prazos e cumprir com os termos negociados.

O ideal é você entender não só quem é o fornecedor, o quanto vende anualmente e para que países comercializa, mas também sua missão e valores como empresa. Assim você poderá adaptar sua comunicação para facilitar as negociações.

 

O ambiente das leis e tributos

O Brasil por si só é um ótimo exemplo quando falamos de leis, tributos e uma burocracia em excesso, embora estejamos caminhando a passos lentos para mudar isso, existem países que ainda negociam de uma forma ultrapassada.

Para a negociação internacional você deve considerar que cada país tem leis e formas diferentes de tributação.

Você deve se certificar de dois aspectos:

  • Acordos existentes entre nossa nação e o país alvo: o Brasil tem acordos com diversos países, isso facilita não só a negociação, mas também a escolha do parceiro de negócio.

Se possível dê preferência para fornecedores de países que têm os processos de compra e venda facilitados por acordos internacionais.

  • Países com embargos comerciais: da mesma forma que os acordos comerciais entre nações são facilitadores na negociação internacional, devemos contar com o fator complicador, que são os embargos comerciais.

Antes mesmo de iniciar uma negociação internacional é importante verificar se não há esse tipo de barreira entre o Brasil e o país fornecedor.

Tomando alguns pequenos cuidados você pode maximizar e muito a sua capacidade de negociação internacional e obter vantagens para sua organização.