fbpx

Análise do comércio exterior brasileiro de Janeiro de 2019 até Setembro de 2019 comparando com o mesmo período de 2018.

Com a chegada do último trimestre de 2019, é hora de fazer um balanço sobre como o comércio exterior e o setor de importação brasileiro se comportaram ao longo deste ano.

 

Balança Comercial Brasileira

No ano de 2019 o comércio exterior brasileiro sofreu retração em relação ao mesmo período de 2018.

Em 2018 o número total de exportações de Janeiro a Setembro foi de R$ 177.082.352.477, já em 2019 foi de R$ 167.205.645.912, representando uma variação de -5,6% no período.

No setor de importações a retração foi menor, representando apenas -1,3%, sendo que em 2018 o valor total de importações brasileiras ficou em R$ 135.345.612.007 contra R$ 133.588.180.488 em 2019.

 

O setor de importação no comércio exterior brasileiro

Os países que mais importaram mercadorias para o Brasil em 2018 e 2019 foram respectivamente: China, Estados Unidos e Alemanha.

 

Importações da China

No acumulado entre Janeiro e Setembro deste ano, em comparação ao ano de 2018, as importações chinesas diminuíram 1%. A queda mais significativa foi de 43% na importação de plataformas de perfuração ou de exploração, dragas, etc. 

Em contrapartida houve crescimento nas importações de motores, geradores e transformadores eletr.e suas partes, esse crescimento representou 43%, o que compensou o déficit mencionado.

Apesar dessas quedas e crescimentos bruscos nas importações oriundas da China, os produtos manufaturados que lideram a lista de importações desse país para o Brasil cresceu 7%.

 

Importações Estados Unidos

As importações brasileiras que tem origem nos EUA, subiram 7% no ano de 2019.

Além disso os produtos de maior volume de importação que são os Óleos combustíveis (óleo diesel,fuel-oil, etc.) cresceram 6%.

Enquanto os produtos manufaturados chineses cresceram em nosso mercado, as importações dos mesmos tipos de produtos americanos diminuíram 12%.

Houveram aumentos expressivos na importação de alguns itens americanos como maquinas e aparelhos p/terraplanagem, perfuração, etc. (1173%), Naftas (165%), Óleos brutos de petróleo (75%) e Gasolina (60%).

 

Importações Alemanha

De Janeiro a Setembro de 2019 a importações vindas da Alemanha diminuíram 3% no total acumulado, em relação a 2018.

Em 2018 foram importados R$ 1.327.222.289 de produtos manufaturados e em 2019 houve uma queda de 11% nesse setor.

A importação com queda mais expressiva foi a de instrumentos e aparelhos de medida, de verificação,etc. representando uma queda de 14%. 

Já os produtos chamados compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas foi o que apresentou maior crescimento, chegando a 23% de aumento no volume de importações.

Com as incertezas mercadológicas que foram estabelecidas no Brasil, devido a reforma da previdência e outras mudanças oriundas do governo, o comércio exterior brasileiro, apesar de apresentar uma pequena queda, manteve-se constante como um todo.

Quer saber mais sobre Comércio Exterior e Importação? Entre em contato  com a FIRST!

 

Dados extraídos de: 

Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada