O que ocorre quando há danos no produto durante a importação?

O que ocorre quando há danos no produto durante a importação?

O que ocorre quando há danos no produto durante a importação? Quem deve ser responsabilizado nestes casos? Transportadora, fornecedor ou seguradora?

A responsabilidade sobre danos na fase de transportes de mercadorias importadas é um assunto polêmico e que costuma gerar uma série de dúvidas.

Você também possui dúvidas relacionadas a responsabilidade de danos no produto durante a importação? Então, não deixe de conferir esse conteúdo até o final e retire todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Quem é o responsável por danos no produto durante a importação?

Quando nos deparamos com esse tipo de pergunta, muita gente responde que o responsável pelos danos no produto durante a importação é o transportador, no entanto, é preciso destacar que nem sempre é assim.

Na prática, tudo vai depender dos acordos celebrados entre o exportador, transportadora e seguradora.

Em linhas gerais, esses acordos são conhecidos como INCOTERMS.

O que é um INCOTERM?

Os Incoterms são uma série de termos comerciais predefinidos publicados pela Câmara de Comércio Internacional relacionados ao direito comercial internacional.

Esses termos são amplamente utilizados em transações comerciais internacionais com o objetivo de estabelecer algumas diretrizes e soluções para conflitos no processo de translado das mercadorias.

Existem diversos tipos de incoterms, confira a lista abaixo:

  • EXW – Ex Works;
  • FCA – Free Carrier;
  • FAS – Free Alongside Ship;
  • FOB – Free On Board;
  • CPT – Carriage Paid To;
  • CIP – Carriage And Insurance Paid To;
  • CFR – Cost And Freight – Custo e Frete;
  • CIF – Cost Insurance And Freight;
  • DAP – Delivered At;
  • DPU – Delivered At Place Unloaded;
  • DDP – Delivered Duty Paid.

Logo, antes de afirmar quem será o responsável por danos nos produtos na importação, é preciso verificar qual foi o tipo de incoterms escolhido, levando em considerações as suas características próprias.

A responsabilidade do fornecedor quando há danos durante a importação

Vale destacar, que independentemente do incoterm escolhido e até mesmo da contratação de seguros, cabe ao fornecedor, acomodar os seus produtos em embalagens resistentes e que ofereçam a proteção adequada durante todo o processo de importação.

É importante ressaltar, que durante o trajeto entre um país e outro, a carga poderá ser submetida a diversas operações de carga, descarga e transbordo.

Portanto, economizar na embalagem não é nem de longe uma boa opção para empresas que pretendem comercializar seus produtos no exterior.

A FIRST possui seguro para todas as cargas, no entanto, o seguro varia conforme a incoterm escolhida. Dependendo da incoterm o seguro durante o frete internacional é do próprio fornecedor.

Para saber mais detalhes e retirar dúvidas sobre o processo de importação, entre em contato conosco!

Conte com  FIRST S.A.

A FIRST atua há mais de 25 anos no mercado de importação nos mais diferentes segmentos com grandes resultados.

Disponibilizamos a nossa experiência em comércio internacional para as empresas, realizando todo o planejamento logístico, tributário e fiscal necessário nas transações comerciais, cambiais e financeiras internacionais, deixando nossos clientes focados em suas atividades-fim.

Com o apoio da FIRST a sua empresa evita multas, sanções e garante que atividades de importação sejam seguras e eficientes.

Conheça mais sobre os nossos serviços, aqui mesmo no nosso site ou entre em contato conosco.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Abrir Whatsapp
1
Podemos ajudar?
Oi!
Posso ajudar?