As Importações acabaram sendo necessárias diante da parada para manutenção em uma das unidades da Refinaria Presidente Bernardes, em Cubatão (SP), esta por sua vez responsável pela produção de gasolina de aviação no Brasil com capacidade de 5 milhões de litros por mês.

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) concedeu autorização excepcional à Petrobras, para movimentação de gasolina de aviação em instalações no Porto de Santos (SP), em meio a importações do combustível pela estatal para garantir o fornecimento ao mercado interno, segundo despacho no Diário Oficial da União desta quinta-feira (31).

De acordo com o despacho da ANP, a Petrobras poderá movimentar as cargas de gasolina de aviação em instalações da Granel Química entre 1º de fevereiro e 31 de julho de 2019. A paralisação na unidade de produção do combustível da RPBC deve durar até junho de 2019.

Procurada, a Petrobrás disse em nota que está realizando importações para atender aos clientes, que foram previamente avisados, e que há estoque do produto em Santos para pronta entrega às distribuidoras, que revendem a gasolina de aviação aos consumidores finais.

Segundo a estatal, estão programadas mais importações com entrega no fim de janeiro e em fevereiro, somando 19,2 milhões de litros, conforme já anunciado pela companhia em janeiro.

Fonte: G1