fbpx

Trazer para o Brasil produtos provenientes do exterior consiste em um processo nada simples e repleto de burocracias.

Diversos documentos precisam ser providenciados para que uma importação não traga prejuízos e problemas como atrasos, multas de milhares de reais e, por vezes, até mesmo na retenção da carga, que fica apreendida na fronteira e impossibilitada de entrar no país.

Numa operação de importação tem-se sempre duas partes ou agentes: quem importa e quem exporta.

Toda a papelada documental precisa ser providenciada com antecedência a fim de evitar os problemas já mencionados acima.

Mas, afinal, qual das partes é a responsável por gerenciar os documentos na importação?

 

O gerenciamento de documentos na importação

O levantamento dos documentos na importação é de responsabilidade do importador.

A empresa deve contar com um analista de importação ou despachante aduaneiro para realizar a gestão de documentos na importação, de forma específica e com foco em manter um necessária com um prazo seguro.

Quer saber como escolher um despachante aduaneiro de forma segura? Clique aqui e saiba mais!

O profissional responsável deve ser especialista em importação e ter amplo conhecimento dos documentos exigidos pela Alfândega, já que o tratamento administrativo varia de acordo com o produto ou operação.

É o especialista a serviço do importador que indica quais documentos serão exigidos na chegada da carga ao país e passa essa informação ao exportador, que deverá providenciá-los antes que a carga embarque.

Nunca deve-se deixar a gerência de documentos na importação a cargo do exportador e é importante que o importador ainda se atente para o prazo de expiração dos referidos documentos.

Deixar que produtos embarque com documentos vencidos também gera várias dificuldades, multas e até perdimentos na importação.

 

Como minimizar os riscos

Uma estratégia interessante para evitar problemas com documentos na importação é ter um checklist de importação.

Checklist é uma lista de todos os itens que o importador verificou serem necessários para uma importação bem-sucedida.

Atualize sempre o seu checklist para saber com exatidão quais documentos já foram providenciados e quais ainda estão faltando, assim é praticamente zero a chance de esquecer-se de algum.

Outro item que reduz muito os riscos em importações é a Instrução de Embarque.

Elabore instruções claras e detalhadas de embarque e envie-as ao exportador para que ele não tenha dúvidas a respeito do que deve ser providenciado e de como deve ser feito.

A falta de uma assinatura ou de algum dado da carga ou da empresa já é suficiente para gerar grandes transtornos.

Lembre-se que o exportador está localizado em outro país e que, por isso, é normal que não conheça bem a legislação brasileira.

É obrigação do importador deixá-lo a par dos detalhes do processo burocrático, se este quiser uma importação sem problemas alfandegários.

 

Conte com a estrutura da First SA para cuidar dos seus documentos na importação

Os documentos na importação, como já vimos, é um assunto delicado. Essa gestão não pode e nem deve se feita por profissionais que não estejam aptos para tal função.

 

Se a sua empresa não conta com um especialista para importações, entre em contato conosco e veja a melhor opção para fazer importações seguras e eficientes.