fbpx

Características modal de transporte aquaviário

O transporte marítimo é parte do modal aquaviário, exatamente por isso é importante entender suas definições e características.

Esse tipo de transporte também é conhecido como: aquático ou hidroviário.

Os produtos transportados nessa modalidade podem transitar por:

  • Oceanos
  • Mares
  • Rios
  • Canais
  • Lagos
  • Lagoas

 

Existem duas classificações para o transporte sobre as águas:

 

●     Transporte marítimo

Esse meio de locomoção é um dos mais frequentes quando falamos de transportes aquaviários. Consiste no trânsito de carga via oceanos e mares. É comumente usado para transportar grandes quantidades de carga, ou grandes produtos como máquinas e afins.

Além disso também pode transportar alimentos, commodities, veículos e petróleo.

 

●     Transporte fluvial

O transporte fluvial é bem menor em relação ao transporte marítimo e ocorre quando há trânsito por rios, canais, lagos e lagoas.

Geralmente é utilizado com mais frequência para complementar o transporte marítimo em rotas domésticas.

Agora que você conhece melhor as características do transporte marítimo vamos conhecer uma forma de transportar grandes volumes otimizando os custos.

 

É possível otimizar os custos com o transporte marítimo?

Para definir o custo de um frete marítimo diversas variáveis são consideradas: Tipo de carga, peso, distância, valor dos produtos e condições dos portos de envio e destino. E é possível sim otimizá-los.

Em caso de mercadorias que necessitem de algum tipo de acondicionamento especial é interessante verificar se os portos envolvidos na operação possuem infraestrutura para receber tal tipo de carga, isso evita gastos extras com um fornecedor especializado.

Outro ponto interessante de economia é a negociação e a escolha correta e estratégica do Incoterm que regerá a operação, essa escolha definirá quatro critérios principais:

 

Riscos do transporte

Os Incoterms definem de quem fica a cargo os riscos inerentes aos transportes, por exemplo: No Incoterm Ex Works arcar com todos os riscos é uma atribuição do importador.

É importante negociar um Incoterm que divida melhor os riscos e não acarrete em custos imprevistos.

 

Local de entrega

O ideal é tentar negociar de acordo com um Incoterm que defina que o exportador deve entregar tão perto do destino quanto possível ou no próprio destino.

Distribuição de despesas

Os riscos e local de entrega vão definir como será a distribuição de despesas e qual a responsabilidade e custo de cada parte interessada. Em geral é vantajoso que a  maior responsabilidade seja do exportador e não do importador, porém nem sempre é possível chegar nesse tipo de negociação.

 

Quer saber mais sobre Incoterms? Acesse nosso artigo e conheça todos eles!