O Direito Tributário brasileiro é conhecido por ser antiquado e estar deveras obsoleto frente ao mercado internacional do século 21. Essa obsolescência acaba por tornar a vida de empresários que buscam importar bens muito mais complicada. A saída é procurar meios para reduzir os custos e a  carga tributária da melhor forma possível! Veja aqui como fazê-lo.

O mercado de importação no Brasil é um dos que menos sofreu impactos  decorrentes da última crise econômica pela qual passamos. Por ser um mercado estável, até certo ponto, se mostra um ótimo negócio. O lado negativo disso é que os olhos da Fazenda Pública se voltam com tanta animação quanto os de empresários. O resultado disso é uma grande movimentação dos órgãos públicos para taxar cargas importadas.

Para conseguir colocar no mercado equipamentos diferenciados e de alta tecnologia à um preço acessível, deve o empresário melhorar seu processo de importação, aprimorando todos os pontos que podem trazer maior lucratividade ao processo de importação e menores prejuízos com taxas evitáveis.

Separamos abaixo um INFOGRÁFICO (para download), ilustrando de forma intuitiva como reduzir os custos e a carga tributária para suas importações.

ACESSAR INFOGRÁFICO